Morte causada pela CRIPTOCOCOSE em 2013

Os pombos transmitem doenças variadas como Salmonelose, Histoplasmose, Criptococose, Alergias e Muitas outras. Saiba como se prevenir.

Fokker 100 da TAM é atingido por urubu em Porto Velho (RO)
28 de junho de 2005
Poucos dias depois de um incidente em São José do Rio Preto, quando turbinas de um Airbus apresentaram um princípio de incêndio, a TAM teve problemas em Porto Velho.
Agora com um FOKKER 100. Na madrugada desta terça-feira, a aeronave foi atingida por um urubu quando estava descendo na pista do aeroporto Governador Jorge Teixeira. A parte frontal do jato sofreu danos e o avião não pôde decolar para Brasília.
Os passageiros só puderam embarcar às 13h40min de hoje no Airbus. Até o início da noite desta quarta-feira, o avião permanecia em solo e a equipe de apoio da TAM estava fazendo reparos no modelo, que causou tragédias há anos em São Paulo.
Fonte : RONDONIAGORA.COM

Fokker-100 da TAM bate em urubu e retorna ao aeroporto em Belém (PA)
12 de setembro de 2002
Um avião Fokker 100 da TAM, prefixo PT-MRN, colidiu com um urubu na tarde desta quinta-feira quando pousava em Belém, no Pará. Não houve feridos. Os 40 passageiros que tinham Santarém como destino foram acomodados no vôo 3892, às 21h15. A aeronave permaneceu no aeroporto para manutenção.
A aeronave, que fazia a rota de São Luis-Belém-Santarém, decolou às 10h50 de São Luis com 76 passageiros e colidiu com a ave no pouso em Belém, às 11h40. O fato é considerado normal na área da cidade, de acordo com a Assessoria de Imprensa da TAM. A etapa para Santarém não foi realizada. O vôo que faria a rota inversa também não decolou.
Dos quatorze passageiros que utilizariam a mesma aeronave para realizarem a rota inversa, um foi recolocado em um vôo da Varig ainda nesta noite, e os outros treze viajaram na manhã desta sexta-feira, pela TAM.

MITO ou FOLCLORE.
O que NÃO resolve para enfrentar AVES:
Gavião ou Corujas empalhados, Matar as aves, Falcoaria, Colocar GEL, Aparelhos Sonoros, Aparelhos Ultrassônicos, Espículas, Barreiras Físicas, Fechamentos, Telas, Redes, Bombinhas, Fios de Nylon, Arames, Sacos Plásticos. Alguns desses artifícios podem até dar resultados falsos para inícios de problema, mas quando se trata de infestações CRÔNICAS, por mais de ANOS é perda de tempo, porque em curtíssimo espaço de tempo AS AVES irão driblar estas AÇÕES.